Um empresário possui uma grande variedade de alternativas para suprir sua empresa com equipamentos, acessórios e ferramentas de trabalho. Entre esses itens, existem algumas alternativas de sistema operacional: Linux, MacOS e Windows.

Cada uma dessas opções possui características e funções que atendem a diferentes necessidades. 

As interfaces são distintas, podendo ser mais ou menos simples, assim como o conhecimento exigido para utilizar cada um também pode variar conforme a complexidade.

O Windows é o sistema operacional mais usado no mundo todo e conta com softwares mais simples, diferentemente do Linux e do MacOS, que exigem um conhecimento aprofundado, sendo este último só executado em computadores da Apple.

Saber essas diferenças é fundamental para identificar a melhor escolha em cada situação. Se você tem dúvidas relacionadas a qual sistema operacional é o ideal para sua empresa, acompanhe a leitura.

Benefícios da padronização de serviços

Depois de pesquisar a respeito dos diferentes sistemas operacionais, conhecer suas diferenças, características e identificar as qualidades que podem beneficiar a empresa, ainda podem existir dúvidas. 

Afinal, quais as vantagens de ter uma padronização nesse tipo de serviço?

Utilizar o mesmo sistema operacional em todos os setores da empresa é mais vantajoso do que implementar sistemas diferentes em cada uma das repartições, pois traz benefícios como:

  • Mesma assistência técnica para toda empresa;
  • Aquisição de peças com fornecedor único;
  • Facilidade para cotação de preços e reparos;
  • Necessidade de apenas um setor de TI.

Ao diversificar o sistema operacional a empresa terá uma demanda maior de assistência, reparo e fornecimento. Por isso, é vantajoso definir o melhor e mantê-lo como padrão.

O sistema operacional para cada tipo de empresa

Conhecendo as distinções entre as alternativas disponíveis dos sistemas operacionais e sabendo que é importante escolher apenas um, resta decidir qual usar. 

O tamanho de uma empresa interfere na escolha do sistema operacional que ela deve implementar? Afinal, qual sistema é mais indicado para cada tamanho de empresa?

Se o seu estabelecimento está localizado em um prédio e possui catracas de acesso, por exemplo, o ideal é que se tenha um software para portaria virtual compatível com o mesmo sistema operacional da empresa. 

Mais importante do que o tamanho da empresa são as funções que esse sistema terá que executar. 

Ou seja, qual será o trabalho diário da companhia, possíveis sobrecargas, dados e complexidade de serviços realizados, entre outros. A partir daí, é possível definir uma boa escolha para a empresa.

Como as empresas utilizam um sistema operacional?

É sabido que o sistema operacional é o software de maior importância executado no computador, assim, a máquina pode executar todos os outros programas e cumprir suas funções. 

Para escolher o ideal para seu tipo de negócio, é essencial que as empresas levem em consideração diversos aspectos.

Um empreendimento que atue com eventos, por exemplo, vai receber nas suas pesquisas termos como “aluguel som festa” e vai ter uma demanda diária voltada especificamente para esse setor. 

Nesse caso, a rotina de serviço será baseada em locações de caixa de som, cabos, e diversos equipamentos, além da transação de dados financeiros e pessoais. 

Isso exige um sistema operacional capaz de executar uma funcionalidade diferente de outras situações.

O mesmo acontece quando alguém pesquisa por “paisagismo fachada residencial” e encontra páginas com serviços que necessitam de um tráfego de dados voltados completamente para essa rotina de atendimento. 

Ainda que o mesmo sistema operacional seja capaz de atender ambos os estabelecimentos, são necessidades diferentes que precisam ser observadas.

O Windows, por exemplo, oferece um bom custo-benefício, atende a requisitos como segurança, interface de fácil manuseio e recursos que facilitam seu uso tanto pelos colaboradores, quanto pelos profissionais de TI.

Já o Linux, apesar de gratuito e adaptável, não é tão conhecido, logo, sendo de difícil utilização. Por isso, desenvolver um software para loja de brinquedos nesse sistema operacional pode não ser tão vantajoso.

Por fim, o Mac é ideal para quem pode desembolsar uma boa quantia para o funcionamento da interface, dos programas e softwares, sem contar que é difícil encontrar uma boa assistência técnica.

Portanto, é preciso considerar a dificuldade de trabalhar com cada sistema no momento de selecionar o ideal.

windows

Planejando a escolha do sistema operacional

No momento de escolher o sistema operacional que a empresa vai utilizar, é importante lembrar que entre as diferenças encontram-se algumas facilidades e complexidades.

Por isso, é fundamental que o dono do negócio conheça as opções disponíveis para ter certeza que fará a escolha certa. 

A partir das suas necessidades, ele consegue definir qual sistema utilizar, levando em consideração o trabalho que será executado diariamente.

Estabelecer um único sistema operacional para todos os setores da sua empresa é vantajoso porque otimiza os gastos com peças, manutenção e assistência, além de manter o setor de TI focado em um único tipo de mecanismo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.