Muitas ou milhares de compras são feitas todos os dias de forma online, através de sites e-commerce ou também por meio de transações financeiras e APPs, não é mesmo? Seja por meio de boleto ou cartão, as pessoas estão dispostas a realizarem suas compras. E em virtude disso, quantos cibercriminosos criam sites falsos para roubar informações? Pensando nisso, o post de hoje vai falar sobre o que você precisa observar em um site para saber se ele é seguro e poder realizar suas compras com tranquilidade. Não perca a leitura!

Veja se há o HTTPS

Você pode começar observando se o site é seguro bem no início, ao olhar para o HTTP (Hypertext Transfer Protocol), que é um protocolo essencial para o envio de dados entre seu navegador web e os sites que você visita. Quando há a letra “S”, no caso HTTPS, refere-se à versão segura, “S” de “seguro”. Quer dizer que, quando aparece o HTTPS em um site, a comunicação que houver nele será criptografada para inviabilizar que criminosos roubem informações sigilosas dos usuários, como por exemplo números do cartão do banco ou senhas. Frequentemente utilizado em sites que fazem transações bancárias ou para compras online.

Para saber se o site que você vai acessar possui o HTTPS, basta observar se há um “cadeado pequeno” na barra de navegação do seu navegador. Caso positivo, significa que o site utiliza a certificação SSL, ou seja, sua conexão está protegida. O mais importante, se o site não tiver esse cadeado verdinho, não insira seus dados no mesmo, não corra esse risco.

site seguro https

Verifique o URL para ver se o site é seguro

Outra maneira para você testar se um site é seguro é conferindo a URL (Uniform Resource Locator) dele. Basicamente, é você descobrir para onde um site vai te redirecionar, mas fazer isso sem clicar nele. Mas como? Simples, basta você colocar o ponteiro do mouse sobre o link para o qual você, caso clicasse, seria redirecionado, mas não clique, só deixe por cima.

TESTE AQUI (COLOQUE O PONTEIRO DO MOUSE SOBRE, NÃO CLIQUE)

Após fazer isso – caso esteja usando o Firefox ou o Chrome – você verá no canto inferior esquerdo da sua tela o URL https://brasilcloud.com.br. Nada difícil, certo?

Outro ponto sobre os URLs que você deve ficar atento é quanto à grafia. Veja se está tudo escrito corretamente, pois a maioria das pessoas só passa os olhos sobre o texto do link sem muita atenção. Os criminosos virtuais se aproveitam disso e trocam caracteres semelhantes na URL para enganar e fazer com que as pessoas acessem esses sites e forneçam seus dados e informações sigilosas sem querer. Por exemplo (“b00king.com” em vez de “booking.com”). Por isso, preste muita atenção na URL e evite transtornos.

ssl

Melhor não clicar em links encurtados ou anúncios e cuidado com promoções via e-mail

Caso esteja em um site e apareçam banners, anúncios ou links curtos com promoções tentadoras e produtos com preços atraentes, tenha muita cautela. Pois, sites que apresentam alertas piscantes, pop-ups insistentes ou que redirecionam imediatamente para outros sites quando clicados, podem se tratar de um golpe. O melhor a fazer é fechar tudo e sair o mais breve possível de um site com essas características.

Fique em alerta com os e-mails que você recebe. Caso receba promoções por e-mail, muita atenção ao clicar, para que você não seja vítima da prática de phising.

Esse termo refere-se à uma maneira com a qual cibercriminosos extraem informações como senhas, número de cartões de banco e dados pessoais dos usuários através de um e-mail falso ou ao direcionar a sites falsos. Então, verifique a autenticidade da propaganda pesquisando pela loja oficial ou tente ligar para algum número informado no e-mail. Caso perceba que não existe, descarte a mensagem. Uma boa dica é utilizar AntiSpam para barrar e-mails do gênero, pois os criminosos da Internet costumam enviar esse tipo de e-mail malicioso em massa e com o antiSpam ativo, as chances de você ser impactado é bem menor.

Tenha antivírus instalado em seu computador ou celular

Alguns antivírus possuem ferramentas que bloqueiam downloads e anexos malignos. Além de ter recursos para proteção online, como Scanner de sites e links perigosos.

Certificado de segurança em um site seguro

Há selos que são utilizados em sites e que servem para garantir veracidade e seguranças dos mesmos. No entanto, sites falsos também conseguem usar da mesma ferramenta, inserindo a mesma imagem do selo. Para testar, basta clicar sobre a imagem do selo que haverá o redirecionamento para o site oficial da instituição para comprovar se a certificação é realmente válida.

site blindado

Forma de pagamento

Diversos sites oferecem formas distintas de pagamento, como cartão de crédito ou débito, pagamento via Internet Banking, ou também boleto. E muitas pessoas pensam que por ter a opção boleto o site é confiável. Consideram isso por se basearem na liberação de um documento para ser pago com os dados da empresa fornecedora e isso provoca a sensação de segurança. Saiba que nem sempre isso é verdade, uma vez que pessoas físicas também conseguem emitir boletos, ou seja, muitos criminosos se aproveitam disso para enganar usuários.

Reputação de um site seguro

Acessou o site, achou o que estava procurando com aquele preço perfeito e agora só falta fechar negócio e pagar? Antes de finalizar sua compra procure saber sobre a reputação do site/loja onde pretende realizar a compra. Por exemplo, pesquise no Reclame Aqui, veja o que outros consumidores falam sobre a loja, entrega e os produtos comercializados. Outro procedimento que você pode realizar é usar o Whois para verificar quem é o dono, além de outras informações como quando o site foi registrado, dados para contato, dentre outras. Assim você também poderá descobrir se trata de algum site fraudulento.

E mesmo após saber mais sobre como se proteger, ter atenção nunca é demais. Evite inserir suas informações pessoais e importantes em computadores compartilhados (lan houses, por exemplo) ou até mesmo informar para estranhos. Esperamos que com essas dicas você faça suas compras onlines sem medo.

autora maria