De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, em 2018, uma em cada quatro empresas fecham as portas nos primeiros anos de vida. Diante desse cenário, os dados revelam a importância de uma boa gestão empresarial, mesmo em pequenos negócios.

A gestão de pequenos negócios é um desafio que, se não for superado, pode resultar na falência da empresa. Por isso, para ter sucesso e cumprir os objetivos estipulados, uma organização precisa ser guiada de forma inteligente e estratégica.

Além disso, só é possível gerar bons resultados, alcançar um bom posicionamento de mercado e proporcionar crescimento contínuo a organização com uma boa metodologia de gestão. No entanto, o gerenciamento envolve uma série de características fundamentais.

Nesse sentido, a gestão de uma empresa – principalmente pequenos negócios – precisa ser feita de forma séria e pautada em um conjunto de pontos que visam a melhoria da companhia e o desempenho dos funcionários.

E-mail corporativo banner

Para auxiliar você a gerenciar o seu negócio de forma promissora, preparamos este post com o intuito de apresentar algumas dicas de gestão de pequenos negócios. Continue lendo!

4 dicas para gestão de pequenos negócios

Segundo a mesma pesquisa do Sebrae, mencionada anteriormente, três fatores podem levar um pequeno negócio a falência:

Pensando nisso, reunimos 4 dicas que vão te ajudar a fazer uma gestão assertiva! Siga os próximos passos e acompanhe o crescimento do seu negócio. Boa leitura!

1. Conheça o seu produto

O mercado oferece inúmeras opções similares. Por isso, a qualidade dos produtos e serviços tem aumentado e, diante disso, conhecer o produto que a sua empresa fornece é a peça chave para o sucesso.

Sendo assim, identifique o potencial do seu produto, os pontos fracos e as formas que ele pode se destacar no mercado. Além disso, é imprescindível se questionar: quais são as possíveis críticas que ele pode receber? O que é possível fazer para melhorá-lo?

2. Acompanhe a concorrência

Geralmente, empreendedores e líderes acreditam que essa é uma ação desnecessária. No entanto, é importante acompanhar os passos da concorrência, saber onde ele acertou, errou, seus diferenciais, entre outros aspectos.

Em outras palavras, é preciso coletar o máximo de informações possível. Nesse sentido, você pode ir além: observar a comunicação visual, a identidade da marca, preços, a produção do material de carroceria de madeira e pontos de vendas.

3. Controle financeiro

O departamento financeiro é uma das áreas mais importantes de um negócio. Afinal, é ele que garantirá a produção, os investimentos e a destinação de recursos. Ou seja, não controlar as finanças pode resultar em um grande prejuízo financeiro.

No primeiro momento, crie um fluxo de caixa. Fazendo essa atividade diariamente, será possível identificar a entrada e saída do dinheiro, além de analisar as necessidades específicas do negócio.

4. Mantenha a equipe motivada

Colaboradores desmotivados apresentam resultados negativos na produção. Imagine em tempos de crise, onde as vendas podem estar baixas e os fechamentos de contratos não aparecem? Ou seja, motivar a equipe pode ser determinante para o sucesso.

Por isso, invista em uma política de benefícios. Você pode apostar em premiações e brindes para os colaboradores que se destacaram. Além disso, ouvir a sua equipe é fundamental.

arquivo em nuvem banner

Dessa forma, crie um canal de comunicação empresarial, onde os colaboradores possam compartilhar as suas ideias e opiniões, mesmo que apontem melhorias em recursos simples, como a produção de uma bomba centrífuga, por exemplo.

Dica bônus

Um mercado tão competitivo exige uma postura correta do empreendedor. Por isso, tomar decisões baseadas em informações é imprescindível. Não basta escolher as próximas ações da sua empresa com base em achismos ou opiniões. 

Portanto, com dados e fatos reais, o empreendedor consegue definir ações mais assertivas para o futuro do negócio. Vale destacar que a informação melhora os processos internos, fornecendo aos colaboradores esclarecimentos que facilitam a realização das atividades cotidianas.

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais.‌