A tecnologia segue avançando e a era digital chegou para otimizar nossas vidas. Não só como uso pessoal, pois muitas empresas também estão aproveitando todos os benefícios das tendências tecnológicas atuais. Muito do que só víamos em filmes futuristas já é hoje uma realidade acessível ao mercado.

Tais tecnologias ajudam as empresas a atender seus clientes com mais rapidez, simplificar os processos internos e automatizar suas operações, além de trazer mais segurança a todos os dados e informações envolvidos.

Não podemos mais negar que toda empresa precisa acompanhar o desenvolvimento tecnológico, com o mercado exigindo cada vez mais serviços rápidos, seguros e personalizados. Já imaginou se todos os seus concorrentes possuem essa infraestrutura enquanto você ainda perde tempo com o que não deveria? Investir em tecnologia da informação é essencial para você não ficar para trás.

Fizemos um levantamento das principais tecnologias que estão fazendo parte do cotidiano de diversas empresas e que prometem continuidade para os próximos anos. Confira quais são elas e o papel corporativo que podem desempenhar.

Computação em nuvem

As soluções em nuvem já têm adeptos em negócios de diversos setores. A computação em nuvem funciona de modo em que os dados não são armazenados em um produto físico, mas na própria nuvem, fazendo com que seja possível acessá-los a partir de qualquer dispositivo que esteja conectado à internet.

Entre algumas vantagens, essa tecnologia reduz os custos em hardware, visto que não é necessário mudar equipamentos ao expandir o uso de dados. Tudo é processado na nuvem, e para expandir ou diminuir sua capacidade basta solicitar o serviço.

O time de TI também é favorecido com a computação em nuvem, que automatiza algumas tarefas simples como manutenção e backup, permitindo que os esforços humanos sejam voltados para outras demandas.

Além de facilitar o armazenamento e gerenciamento dos dados, a segurança é outro benefício muito relevante da computação em nuvem. Você já salvou as fotos do seu celular no iCloud ou OneDrive pois ficou com medo de perdê-las se você fosse roubado, certo? Com os dados da sua empresa é o mesmo caso.

Quando os arquivos da organização estão guardados em computadores, HDs externos e pen-drives, existe o risco de perda, roubo e falhas técnicas. Esses dispositivos físicos estão suscetíveis a uma infinidade de possibilidades que podem danificá-los ou até mesmo destruí-los completamente, comprometendo todos os seus dados corporativos. Já na nuvem, eles estão sempre seguros.

Categorias da computação em nuvem

A computação em nuvem pode ser dividida em três categorias: privada, pública e híbrida. A escolha vai depender das necessidades de cada organização, que pode adaptar o serviço aos seus usos e ao número de recursos que serão utilizados.

Para diferenciar as categorias, podemos entender a nuvem privada como uma rede criada exclusivamente para a empresa, sendo ela a única que terá o acesso e o controle dessa rede. Já a nuvem pública é uma rede aberta, que pode ser acessada por outros usuários, sendo assim um pouco mais vulnerável. Alguns exemplos são a Amazon, Microsoft e Google.

A nuvem híbrida combina o modelo da nuvem privada ao da nuvem pública, e os dois ambientes não são gerenciados separadamente. A organização pode armazenar determinados dados na nuvem privada, ao passo que usa também serviços da nuvem pública.

Blockchain

O blockchain é uma tecnologia lançada em 2009 que promove transações rápidas, seguras e criptografadas. Traduzido como “cadeia de blocos”, trata-se de um sistema composto por uma rede de inúmeros computadores que estão interligados, processando e validando essas transações.

Talvez você ainda não tenha ouvido falar do blockchain, mas provavelmente conhece o bitcoin. O blockchain é a tecnologia por trás da famosa criptomoeda, também criada no mesmo ano. Os computadores que participam da rede processando cálculos complexos para validar as transações recebem em troca os bitcoins, como uma recompensa pelo trabalho e pelos grandes gastos de eletricidade. Foi assim que o bitcoin foi criado, e é assim que novos bitcoins entram em circulação a cada momento.

Como funciona essa tecnologia?

Mas como funciona esse sistema? A descentralização é um dos principais pilares do blockchain. Isso significa que ele não tem uma autoridade central no controle, como, por exemplo, bancos ou governos que poderiam agir em seu próprio favor. Além disso, dessa forma, o sistema está protegido de falhas ou ataques que essa instituição superior também poderia sofrer.

O blockchain é como se fosse um livro-razão que mantém um histórico de todas as transações realizadas de forma simultânea e compartilhada entre todos os computadores que participam da rede ao redor do mundo. Sendo assim, se algum nó dessa rede sofre algum tipo de ataque, isso não prejudica o sistema como um todo, visto que ele se mantém seguro e presente entre todos os outros computadores. Não há um único ponto de falha, sendo praticamente impossível corromper esse sistema, visto que isso exigiria a invasão de milhares de computadores.

Além de facilitar o processo de transferências financeiras, a moderna tecnologia do blockchain também pode ter outros usos. Empresas podem tirar proveito desse sistema de computação distribuída para assegurar registros privados descentralizados, que são imutáveis.

Por exemplo, uma grande rede de supermercados já utiliza o blockchain para a rastreabilidade de alimentos, acompanhando todos os estágios da cadeia de produção. Além disso, também é possível otimizar o controle de estoque, registrando a identificação de todos os itens e seus destinos. Já redes de hospitais podem salvar dados de atendimento, tornando possível acessar todo o histórico dos pacientes prontamente, em qualquer lugar.

De uma forma geral, o blockchain traz para o ambiente empresarial a capacidade de registrar, compartilhar e transferir dados, documentos e dinheiro de uma forma rápida e segura. As possibilidades são infinitas e cada empresa poderia encontrar um benefício diferente nesse sistema.

Inteligência artificial

A inteligência artificial está presente onde nem imaginamos e pode trazer benefícios variados para as organizações. Atualmente, um dos principais usos está nos chatbots e no relacionamento com o cliente.

Os chatbots são ferramentas que respondem e conversam com os clientes a partir de inteligência artificial ou de respostas programadas anteriormente. Eles ajudam na redução de custos da empresa, além de fornecer respostas mais rápidas ao cliente, agilizando seu atendimento. Os chatbots são importantes principalmente no caso de empresas que têm muitos clientes e uma alta demanda de atendimento.

Como funciona a tecnologia do chatbot?

A partir da inteligência artificial, esse software de mensagens analisa os dados que foram recebidos para entender a solicitação e buscar a solução do problema. Muitas vezes esses atendentes virtuais conversam de forma natural com o cliente, simulando um atendimento humano.

O que a inteligência artificial busca é desenvolver uma capacidade de raciocinar o mais próxima possível da mente humana. Para isso, existem algumas tecnologias como a NLP (Processamento de Linguagem Natural) e o Machine Learning (Aprendizado de Máquina).

Além da solução de problemas dos clientes, muitos chatbots também são usados para realizar pesquisas, agendar pedidos ou reservas, e até mesmo divulgar produtos, colaborando também com a equipe de vendas.

Independentemente do segmento da empresa, uma das vantagens dessa tecnologia, ou seja, dos chatbots de inteligência artificial é reduzir o tempo de atendimento, aumentando a satisfação do cliente. O tempo de espera nos chats normalmente é motivo para a frustração de diversas pessoas. Além disso, a ferramenta está disponível 24 horas, de modo que os clientes não ficarão sem respostas fora do horário comercial.

Toda essa otimização também diminui a necessidade de interação humana, principalmente em casos simples, de modo que os atendentes humanos consigam focar sua atenção em situações mais complexos de atendimento que dependam de sua intervenção, favorecendo o sucesso das mesmas.

Você achou essas tecnologias interessantes para sua empresa? Conta pra gente nos comentários!

Artigo produzido por BitcoinTrade.