Vez ou outra ficamos sabemos de relatos de empresas que ao longo dos anos perdem um dos seus bens mais preciosos: seus dados, suas informações.

Pois bem, no texto de hoje vamos contar algumas das, mais especificamente, 7 maiores perdas de dados da história.

E o que esses relatos têm em comum? Em todos eles, se as empresas possuíssem soluções de backup bem feitas e eficazes, muita dor de cabeça poderia ter sido evitada.

Sendo assim, conheça agora os 7 maiores casos de perdas de dados pela ausência de Backup.

1°: perder dados da penitenciária – British Home Office

O ano é 2008 e os envolvidos são os 84 mil prisioneiros de toda a Grã-Bretanha. Pois bem, o British Home Office (departamento de segurança e imigração do governo britânico) perdeu informações secretas como dados pessoais, datas de possíveis libertações, informações sobre as penas, infrações violentas e sexuais, dentre outras de todos os presos. E como isso aconteceu? Um funcionário gravou tais informações de alto grau de importância que estavam no servidor em pendrive. Ou seja, ele perdeu o dispositivo USB contendo todas essas informações confidências, e detalhe, não estavam criptografadas.

2°: National Archives and Records Administration (NARA)

O Departamento de Administração dos Arquivos e Registros Nacionais dos Estados Unidos teve uma grande quantidade de dados perdidos no ano de 2009. Isso devido a um roubo de um disco rígido. No mesmo continham informações pessoais dos sujeitos que, durante a gestão de Bill Clinton, um dia já trabalharam ou visitaram a Casa Branca. Em decorrência, o NARA teve que enviar mais de 15 mil e-mails para quem possivelmente foi afetado pelo incidente e ainda ofereceu um ano de serviços de monitoramento grátis ao grupo afetado. Uma vez que o hard drive nunca foi recuperado.

3°: que tal apagar o filme? Toy Story 2

toy story

Já imaginou se o filme nos seus 90% de conclusão tivesse sido deletado? Pois é, foi o que quase aconteceu quando um funcionário acidentalmente, digitou o código “remove all” (“remover tudo”) no servidor. Mas para a sorte dele, dos produtores do filme, da Pixar e dos fãs, uma das funcionárias da companhia estava fazendo home office e por isso, tinha uma cópia do filme salva em seu computador pessoal. Ufa! Já pensou, ter que começar do zero novamente? Como ter um backup faz a diferença, não é mesmo?

4°: perda de dados na JPMorgan Chase

O ocorrido foi no ano de 2014 e ficou conhecido com um dos maiores roubos de informações já catalogado. A companhia bancária norte-americana teve vazados nomes, telefones de cerca de 76 milhões de domicílios e 7 milhões de pequenas empresas, além de endereços. E isso aconteceu, uma vez que os hackers conseguiram usar a credencial de um dos funcionários do banco. Já que quando ocorreu o fato, o banco não utilizava autenticação em dois fatores.

antispam

5°: ataque de ransomware – Prefeitura de Antonina – PR

Lá no Paraná, mas especificamente a Prefeitura de Antonina, teve seu Portal da Transparência invadido por hackers. Foram roubados dados referentes às movimentações financeiras, além de dados públicos. Ocorreu também que os links relacionados aos registros financeiros, licitações e dados públicos mostravam avisos de erro. E para que fosse feita a restauração dos dados, os invasores exigiram pagamento para que a devolução das informações fosse realizada. Mas como a prefeitura tinha um backup completo dos dados, foi possível restaurar o portal.

6°: Uber e os ataques cibernéticos

uber

O Uber, em 2016, teve roubadas as informações como nomes, números de celular, e-mails de mais de 56 milhões de usuários do aplicativo (50 milhões passageiros e 7 milhões motoristas). Isso devido também a um ataque de ransomware. Pelo menos dados como número de cartão do banco e contas bancárias não foram roubados. O que ocasionou tal infortúnio foi a participação de dois invasores que trabalhavam na companhia e tinham acesso aos dados.



7°: perda de dados dos clientes do banco HSBC

O Banco HSBC perdeu informações privadas de aproximadamente 180 mil clientes no ano de 2008. O fato ocorreu após a perda de um CD não protegido com criptografia, apenas com senha. Nele continham dados de apólices de seguros, hipotecas e os dados pessoais dos clientes. Informações essas que nas mãos de criminosos, já pensou?
Pois bem, a Financial Services Authority (FSA), órgão responsável por regulamentar o setor de serviços financeiros do Reino Unido frisou que a empresa fracassou quanto ao armazenamento de tais informações confidenciais. A companhia foi multada em um montante de 3,2 milhões de libras.

Pois é, essas catástrofes acontecem devido à vulnerabilidade a que as organizações estão submetidas e mostram a necessidade de um planejamento estratégico que vise investimentos para prevenir tais riscos.

Sem contar que após perder dados vitais para seu funcionamento, muitas empresas não enxergam outra saída, senão fecharem as portas. Por isso, a solução de Cloud Backup é muito importante.

Vale frisar que há riscos em manter backups em dispositivos físicos, uma vez que estes ficam suscetíveis à roubos, furtos, perdas, desastres naturais e danos. Uma solução viável e que requer pouco esforço financeiro e de estrutura da empresa é o Cloud Backup, ou melhor, Backup em Nuvem.

Por isso, conheça os benefícios do Backup em Nuvem para a sua empresa, clique aqui. Ou fale conosco, a Brasil Cloud é especialista no assunto.



autora maria