A criptografia de dados é uma forma de manter os dados da sua empresa seguros e confidenciais. Ou seja, ela serve como um protocolo de segurança que impede a violação de dados, pois criptografados, não é possível fazer a leitura dos mesmos.

Nesse sentido, a criptografia evita roubo de dados e se houver, esses dados são inúteis pois estão criptografados.

Portanto, subir os dados da sua empresa criptografados para a nuvem é uma forma de mantê-los em segurança e confidenciais, como pede a Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD).

Desse modo, para entender melhor como funciona a criptografia de dados na nuvem, produzimos esse artigo! Continue lendo e informe-se!  

Como codificar os dados na nuvem?

Bom, antes de subir os dados na nuvem é preciso codificá-los. Dessa forma, essa codificação é feita por meio de algoritmos, que transformam os arquivos simples (independentemente do formato), em códigos indecifráveis. 

Assim, esses códigos são complexos, impossíveis de ler (por alguém de fora da sua empresa), o que garante uma segurança se seu negócio for alvo de um roubo ou fraude de dados.

Chamados de chaves de criptografia, os dados criptografados são uma série de letras e números aleatórios em linguagem de programação. E, para ter acesso a essas informações sem serem em códigos, a pessoa precisa ter a chave de descriptografia. Assim, somente com essa chave, ela poderá decifrar a mensagem dos dados. 

maneiras de saber se um site é seguro

Quais são os tipos de criptografia para dados?

Existem dois tipos de criptografia, sendo a diferença entre os dois os acessos às chaves de criptografia e descriptografia. Confira: 

  • Criptografia Simétrica: nesse modelo, a chave de criptografia e descriptografia são iguais. Ou seja, elas são usadas em comunicações em massa e são fáceis e rápidas de serem implementadas. O único problema é o roubo dessa chave, que pode ocasionar uma violação de dados legíveis para os sequestradores. Ou seja, deve-se ter o controle rígido de quem tem acesso a essas chaves.
  • Criptografia Assimétrica: aqui a chave de criptografia e descriptografia são diferentes, porém, vinculadas entre si. Ou seja, para fazer a criptografia dos dados usa-se uma chave pública, na qual outras pessoas podem ter acesso. Agora para descriptografar esses dados, deve ser utilizada uma chave privada, que deve ser mantida em segredo e sigilo. Assim, esse modelo se torna mais seguro. 

4 dicas para manter a segurança no gerenciamento de chaves

Como vimos acima, existe o risco das chaves de criptografia e descriptografia serem perdidas ou roubadas, o que dá acesso total aos dados da sua empresa.

Desse modo, abaixo separamos 4 dicas essenciais para colocar em prática ao subir os dados criptografados na nuvem. Confira:

1 – Cuidado com as senhas de acesso

Uma forma de deixar os dados da sua empresa vulneráveis são as senhas de acesso. Pois, as ameaças podem vir do meio externo ou dentro da própria empresa. Por isso, o ideal é que o gerenciador das chaves de criptografia exija:

  • configurar senhas fortes e complexas;
  • definir um tempo de validade da senha;  
  • bloquear o histórico das últimas senhas cadastradas para elas não serem reutilizadas;
  • programar auditorias e rastreamento de alteração de senhas.
  • Manter uma Política de Troca de Senhas;

2 – É importante armazenar as chaves em local seguro 

Guardar essas chaves em local seguro, é imprescindível para todo o processo de criptografia, pois uma vez vazadas, os hackers terão acesso a todo o backup da sua empresa. Dessa forma, conte com o Backup em Nuvem e garanta noites de sono mais tranquilas! 

3 – Limite os acessos dos seus colaboradores

Sim, nem todos os colaboradores da sua empresa precisam ter acesso a esses assuntos. Dessa forma, separe os acesso por funções e limite o de outros para manter os dados seguros e longe de fraudes e roubos. 

4 – Contrate um serviço de criptografia de qualidade

Se o seu time de TI não tiver essa expertise, contrate uma empresa de qualidade para fazer a criptografia de dados. Além disso, certifique-se de que no momento da criptografia ou descriptografia dos arquivos, a empresa se resguarde de que o processo ocorrerá em total segurança, pois na execução de transações podem ocorrer ataques, e como resultado hackers podem conseguir ver a chave de criptografia. Fique atento.

Backup em nuvem oferece a opção de criptografia?

O serviço de backup em nuvem, permite sim, o armazenamento dos dados da empresa criptografados. Além disso, essa é a opção mais segura, além de codificar os dados.

Dessa forma, a criptografia das soluções de backup em nuvem, oferece uma proteção extra, pois, na maioria das vezes a tecnologia usada é de ponta e os dados só podem ser lidos com as chaves de criptografia.

backup sono tranquilo

Outro ponto positivo para a criptografia de dados na nuvem é que os backups já criptografam os dados de forma automática, sem precisar de um suporte para esse processo.

Aqui na Brasil Cloud nós oferecemos o backup em nuvem que possibilita a conexão criptografada de ponta a ponta (segurança no envio/restauração) com criptografia e compreensão dos seus arquivos armazenados em ambientes de replicação e segurança. Clique aqui e saiba mais sobre nossa solução de backup em nuvem com criptografia.

Gostou do conteúdo e quer saber mais formas de proteger sua empresa de ameaças e fraudes cibernéticas? Clique aqui e veja mais dicas no nosso Instagram. 

Leandro Magalhaes