A data mais esperada do ano pelo comércio se aproxima. A Black Friday causa dúvidas em muitos comerciantes. Seja sobre como calcular os descontos, como também nas formas de divulgação. Mas uma coisa é certa, você precisa realmente proporcionar ao seu cliente um desconto verdadeiro. Tem que ser uma vantagem para o seu consumidor comprar de você nessa época do ano.

Na internet existem diversas reclamações de consumidores que se sentiram lesados, como “Black Fraude” ou “Tudo pela metade do dobro”. Por isso, é muito importante que sua empresa realmente leve a sério essa data. Ser taxada com ofertas fraudulentas, tirará a credibilidade da sua empresa.

Enfim, confira abaixo a história da Black Friday, bem como algumas dicas que vão te ajudar a planejar sua campanha e alavancar suas vendas. Continue a leitura!

Como começou a Black Friday?

Primeiramente, definindo a expressão Black Friday, que em tradução para o português, quer dizer “Sexta-Feira Negra”. Trata-se de uma campanha com origem norte-americana. Apesar de não ter uma data específica para seu surgimento. Uma das primeiras utilizações do termo Black Friday foi para indicar o caos em que o trânsito após o Dia de Ação de Graças se transformava. Isso ao final da década de 1960.

Outra utilização seria para se referir às perdas sofridas pelos pequenos comércios. Visto que após um ano com grandes perdas até a data de Ação de Graças, isto é, saldo vermelho, logo após, viria o Natal. E com as festividades natalícias, o saldo das contas ficaria preenchido com “números negros”. Ou seja, ficaria “azul”, positivo.

Entretanto, apesar de ter alguns episódios com referência à Black Friday, não se sabe ao certo como que se popularizou e se transformou na atual campanha mundialmente conhecida. No decorrer da Black Friday, as lojas abaixam os preços durante a última sexta-feira do mês de novembro.

Objetivos da Black Friday

Sem sobras de dúvidas, o maior objetivo da Black Friday é queimar o estoque para a chegada de novas coleções. Sendo assim, ao abaixar os preços o máximo que conseguir é a melhor forma para vender.

Afinal de contas, os consumidores, geralmente acompanham os preços dos produtos que desejam comprar, para que quando chegar a última sexta-feira de novembro, eles comparem e vejam se realmente vale a pena comprar pelo menor preço.

Por isso, é essencialmente importante ser honesto durante a Black Friday. Se for participar da campanha, reduza realmente os preços. E claro, faça isso de forma que sua empresa não saia no prejuízo.

A Black Friday é uma data que ajuda muito o faturamento dos comércios. Há e-commerce que conseguem vender em um único final de semana, o que levaria o mês inteiro para faturar.

Sendo assim, se você investir corretamente e de forma inteligente em campanhas nas redes sociais, e-mail marketing e outras ferramentas, aumentará exponencialmente as chances da sua empresa faturar muito nessa época do ano.

Confira abaixo algumas dicas e com o que você deve se preocupar para fazer uma campanha de Black Friday lacradora.

Preocupe-se com a estrutura do seu site

Vai utilizar o site da sua empresa para que os clientes realizem as compras ou conheçam seus serviços e produtos? E para essa finalidade, seu site suporta muitos acessos simultâneos sem cair?

Isso é um dos fatores primordiais que deve ser observado durante a preparação da sua campanha de Black Friday. Se o plano da sua hospedagem de site é compartilhado ou possui limite de acessos, poderá sair do ar se houver muita gente acessando-o ao mesmo tempo.

Portanto, para que você evite esse tipo de problema, procure a empresa fornecedora da hospedagem para avaliar se será necessário fazer alguma modificação. Aqui na Brasil Cloud, temos planos de hospedagem de site personalizáveis e que estão preparados para receber grande quantidade de acessos simultâneos, como é o caso do período de Black Friday. Conheça nossos planos e escolha aquele que melhor se encaixar com sua empresa.

Hospedagem de site

Seu site é seguro?

Após escolher um plano de hospedagem de site, é importante verificar se o seu site é seguro. Isto é, além do Google punir sites inseguros, ou seja, aqueles que não possuem HTTPS, os clientes acabam preferindo não comprar em sites que não possuem certificado de segurança.

Até por que, quem vai querer inserir seus dados pessoais e financeiros em um site que não garante a segurança das informações ali depositadas, concorda?

O HTTPS serve para certificar a validar se um site possui criptografia de dados das informações recebidas e enviadas por ele. Você pode verificar isso no seu site, além do HTPPS, se possui o “cadeado verdinho” antes da URL na barra de endereço.

Quando não há um certificado de segurança ativo no site, o navegador avisa que a conexão ali não é segura. Assim, o cliente pode perder o interesse de entrar em contato com sua empresa para solicitar um orçamento ou comprar um produto.

Se seu site ainda não é seguro, vá atrás da certificação antes da campanha de Black Friday começar. Utilize SSL (Secure Socket Layer) em seu site e evite futuros problemas, não só em relação à vendas, mas também para ranquear melhor nos mecanismos de pesquisa.

Defina as ofertas e os canais de divulgação

Se quer ter sucesso com a Black Friday, comece a preparar com antecedência. Nada de deixar para escolher as ofertas de última hora. Para isso, defina o seu planejamento estratégico.

Escolha os produtos baseado em métricas. Avalie quanto ainda tem em estoque, caso seu produto seja físico. Para não correr o risco de vender e não ter estoque para entregar. Além disso, verifique o quanto você pode oferecer de desconto sobre a margem de cada mercadoria ou serviço. De forma que não prejudique seu caixa.

Após definir quais produtos ou serviços estarão com descontos. É hora de planejar a divulgação da sua campanha. Até porque, quem não é visto, não é notado. E muito menos faturado, concorda?

Sendo assim, defina quais os canais você vai utilizar. Se fará campanhas no Google, Facebook ou Instagram Ads, Linkedin, WhatsApp ou se também incluirá disparo via E-mail Marketing.

Caso vá utilizar o e-mail marketing, uma das dicas é renovar suas listas, de forma que fiquem atualizadas e reduza o número de bounced. Outro ponto é definir o horário de disparo dos e-mails contento as suas ofertas.

Muitas empresas deixam para realizar o disparo na própria sexta-feira. Por isso, busque se diferenciar. Que tal começar com disparos antecedendo a sexta-feira, de forma que vá criando uma expectativa nos clientes. E o e-mail marketing contendo a oferta principal ser disparado na véspera, ou seja, na noite da quinta-feira. E aproveitar para enviar mais e-mails na sexta-feira de manhã?

Para aqueles que abriram o e-mail e clicaram, ofereça uma oferta personalizada. Como por exemplo, oferecer desconto progressivo, de acordo com a quantidade adquirida o preço vai cair mais. Ou leve 2 pague 1. E até vale estender para o Natal. Assim, quem comprar na Black Friday já garante uma X porcentagem de desconto nas compras natalinas.

Priorize o atendimento de qualidade

Garanta que seu cliente será atendido prontamente. Isto é, caso o cliente tenha alguma dúvida, que sua empresa tenha um canal rápido e eficiente para esclarecer os questionamentos o mais breve possível. E que acima de tudo, seja acessível.

Pois assim, você transmite maior confiança para o comprador. Uma vez que é fácil para ele entrar em contato com a loja. Um bom atendimento pode garantir a fidelização do cliente. Por isso, prepare-se e cuide para que sua equipe também esteja pronta para atender durante a Black Friday.

Home Office e Black Friday

Diante do atual cenário que estamos enfrentando devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Muitas empresas adotaram o regime de home office. Assim, muitos dos atendimentos e vendas serão feitos pelos colaboradores de suas próprias casas.

Portanto, busque facilitar o acesso às informações para sua equipe. Para que o processo de venda seja fluído e tranquilo. Como por exemplo, para que todos da empresa tenham acesso aos arquivos, planilhas e documentos referente à Black Friday, que tal implementar o File Server Cloud (Servidor de Arquivo em Nuvem)?

Dessa forma, sua equipe sempre estará online e conseguirá agilizar os atendimentos. Tornando-os bem mais rápidos, independentemente da hora ou local que estejam.

Sem falar na segurança que o File Server Cloud oferece para sua empresa. Uma vez que se pode personalizar a retenção de arquivos, definir quais dispositivos podem ou não acessar e ainda pode contar com criptografia e autenticação, tanto nos computadores locais quanto na nuvem.

arquivo em nuvem

Preze também pelo backup em nuvem das informações. Visto que a Black Friday é uma época do ano em que muitas informações são produzidas e precisam ser armazenadas com segurança.

Não corra o risco de perder seu bem mais precioso devido à alguma pane, roubo ou ataque hacker. Ter o backup das informações é primordial para a continuidade do negócio.

Gostou de saber mais sobre a campanha de Back Friday? Esperamos que sua empresa após ver essas dicas, tenha um resultado excelente e venda muito com segurança e que seus clientes fiquem satisfeitos. Conte com a Brasil Cloud para ter sucesso em suas campanhas e desenvolvimento da sua empresa.

autora maria