Independente do porte da empresa, todas trabalham diariamente com muitos dados e precisam ter seus processos claros e definidos, principalmente quando falamos em segurança da informação. 

Afinal, todo cuidado é fundamental para ter um bom desempenho e alavancar os resultados da organização, ainda mais quando transações comerciais e financeiras estão envolvidas, concorda?

Um estudo apontado pela It Forum 365, mostrou que a evolução do ransomware, responsável por ataques que exigem pagamento em troca para fazer o sistema voltar a funcionar, está fazendo com aumente em média, entre 10% e 12% os investimentos das empresas em segurança no meio online. Ou seja, as empresas estão dedicando uma maior quantia do seu orçamento em formas para se proteger.

Outro ponto, é que as empresas estão investindo em segurança para estarem de acordo com o que exige a nova lei de dados. Segundo o Valor Econômico baseado em dados da Gartner, no ano de 2019 eram esperados cerca de US$3,8 trilhões de investimento só em TI – grande parte em segurança -, o que significava um aumento de 3,2% comparado ao ano de 2018.

Vale ressaltar que com início em agosto de 2020 da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) aqui no Brasil, as empresas brasileiras devem planejar seus investimentos e aumentar o orçamento destinado a proteção e segurança da informação, da mesma forma como ocorreu com os demais países.

Visto isso, pense na importância que os dados têm para sua empresa e como é essencial dedicar tempo e orçamento para garantir a segurança e para ter um negócio bem-sucedido. Por isso, veja abaixo alguns dos critérios que você deve levar em consideração ao cuidar do patrimônio mais precioso do seu negócio: suas informações e as dos seus clientes!

Gestão e controle de acessos

Tenha em seus sistemas e portais mecanismos para autenticação de acesso, para evitar que pessoas mal-intencionadas consigam conectar e obter suas informações confidenciais.

Criptografe tudo o que conseguir, cuide da sua segurança online

criptografia e segurança

Utilize a criptografia para proteger seus dados quando for enviá-los, para garantir privacidade, proteger a identidade dos envolvidos e transmitir confiança. Ou seja, utilize a criptografia não só nos softwares que a empresa usa diretamente com o cliente, mas também em chats, intranet, e demais sistemas.

Não dê brechas para as ameaças

Apesar das ameaças não poderem ser controladas, elas podem ser evitadas. Uma vez que as mesmas são falhas de segurança da empresa que os hackers se aproveitam para explorar a vulnerabilidade.

Pois bem, evite e conscientize colaboradores a não utilizar senhas fracas e fáceis de serem descobertas, não abrir e-mails e remetentes duvidosos, não clicar em links maliciosos. Além disso, não contrate antivírus gratuitos para ambiente corporativo e principalmente, caso sua empresa receba muitos e-mails indesejados, contrate um AntiSpam, você verá a dor de cabeça que estará evitando.

antispam

Cuidado com sequestro de dados

A cada dia mais se ouve falar em empresas que foram vítimas de golpes cibernéticos causados por malwares. Assim, consequentemente ocasionam tanto prejuízos financeiros quanto operacionais, uma vez que esses softwares maliciosos bloqueiam os acessos e criptografam as informações. E para que a empresa recupere essas informações exige-se o pagamento de um alto valor em dinheiro ou em bitcoins.

bitcoin

Nesses casos, ter uma solução de Backup em Nuvem pode salvar o negócio, uma vez que é possível recuperar os dados e colocar a empresa para funcionar novamente. Mas ter só o backup não dispensa os demais cuidados com segurança.

Ter cópias e mais cópias guardadas não é exagero, é segurança

Como já mencionado anteriormente, o Backup em Nuvem pode salvar a empresa em um momento de aperto como no exemplo anterior. Já que ele é uma cópia de segurança. Ou seja, ele é primordial para que a companhia mantenha a disponibilidade de dados e acesso, caso haja qualquer problema com a base que armazena as informações.

Vale ressaltar que é importante manter as informações em dispositivos físicos e na nuvem. E mais importante ainda, é que você precisa ter pelo menos duas cópias feitas e armazenadas em locais distintos da instalação original.

Ou seja, se você tem 1 solução de Backup, você não tem nenhuma. Se você tem 2 soluções de Backup, você considera ter só 1. E se você tem 3 soluções de Backup, considere que na prática tem somente2.

Por quê? Pois, na prática, sempre que um armazenamento der algum tipo de defeito, você deixa de poder contar com ele. E passa a ter só aquele que está funcionando. Ou seja, se você usa um sistema e tem só um backup dele, se o sistema falhar, você terá apenas as informações do backup. Ou seja, voltou a estaca 0, de ter nenhum backup a mais.

Pois bem, há diversas formas de você proteger seu negócio de ataques de pessoas mal-intencionadas. E a maneira como o investimento em segurança da informação será feito será diferente para cada empresa. O primeiro passo é verificar as vulnerabilidades, os procedimentos já adotados e onde pode ser melhorado.

Conheça mais sobre Cloud Backup e como você pode começar a garantir a segurança dos dados da sua empresa pelo Backup. Fale conosco, somos especialistas em soluções na Nuvem.

*44% das empresas aumentaram o investimento em segurança da informação, segundo matéria da TI Inside.

autora maria